11-09-2019
Tem Novidade da Praça!

Enquanto esperava por eles em Atenas, Paulo ficou profundamente indignado ao ver que a cidade estava cheia de ídolos.
Por isso, discutia na sinagoga com judeus e com gregos tementes a Deus, bem como na praça principal, todos os dias, com aqueles que por ali se encontravam.
Alguns filósofos epicureus e estóicos começaram a discutir com ele. Alguns perguntavam: “O que está tentando dizer esse tagarela? ” Outros diziam: “Parece que ele está anunciando deuses estrangeiros”, pois Paulo estava pregando as boas novas a respeito de Jesus e da ressurreição.
Então o levaram a uma reunião do Areópago, onde lhe perguntaram: “Podemos saber que novo ensino é esse que você está anunciando?
Você está nos apresentando algumas idéias estranhas, e queremos saber o que elas significam”.
Todos os atenienses e estrangeiros que ali viviam não cuidavam de outra coisa senão falar ou ouvir as últimas novidades.
Então Paulo levantou-se na reunião do Areópago e disse: “Atenienses! Vejo que em todos os aspectos vocês são muito religiosos,
pois, andando pela cidade, observei cuidadosamente seus objetos de culto e encontrei até um altar com esta inscrição: AO DEUS DESCONHECIDO. Ora, o que vocês adoram, apesar de não conhecerem, eu lhes anuncio.
“O Deus que fez o mundo e tudo o que nele há é o Senhor do céu e da terra, e não habita em santuários feitos por mãos humanas.
Ele não é servido por mãos de homens, como se necessitasse de algo, porque ele mesmo dá a todos a vida, o fôlego e as demais coisas.
De um só fez ele todos os povos, para que povoassem toda a terra, tendo determinado os tempos anteriormente estabelecidos e os lugares exatos em que deveriam habitar.
Deus fez isso para que os homens o buscassem e talvez, tateando, pudessem encontrá-lo, embora não esteja longe de cada um de nós.
‘Pois nele vivemos, nos movemos e existimos’, como disseram alguns dos poetas de vocês: ‘Também somos descendência dele’.
“Assim, visto que somos descendência de Deus, não devemos pensar que a Divindade é semelhante a uma escultura de ouro, prata ou pedra, feita pela arte e imaginação do homem.
No passado Deus não levou em conta essa ignorância, mas agora ordena que todos, em todo lugar, se arrependam.
Pois estabeleceu um dia em que há de julgar o mundo com justiça, por meio do homem que designou. E deu provas disso a todos, ressuscitando-o dentre os mortos”.

Atos 17:16-31

     

24-08-2019
Regra da Natureza!

2º Olhar: Olhe para fora!

A Palavra de Deus nos diz: “Um ao outro ajudou, e ao seu irmão disse: Esforça-te.” Isaías 41:6

Depois que eu encontro a minha verdadeira identidade em Deus, tenho condições de enxergar o outro de maneira saudável sem a necessidade de me anular.  Esse olhar para fora, me ajuda a enxergar limites, os meus limites e os limites do outro.

Quando eu procuro entender a dor do outro eu deixo de ser egoísta e me torno mais tolerante com as pessoas.

Reconhecer que precisamos de ajuda, não nos torna inferiores a ninguém, pois todos nós sabemos que a vida é feita de ciclos, vivemos momentos de alegrias e sabemos aproveitar cada minuto deles, mas também vivemos momentos de tristezas e precisamos elaborar cada um deles.

Conta a estória de um rei que foi presenteado com um lindo anel com os seguintes dizeres: “Isso também vai passar”. Então ele tomou esse ensinamento para si e quando estava vivendo um momento de alegria ele olhava para o anel e sabia que aquele momento iria passar, então aproveitava cada minuto. E quando estava vivendo um momento de dor, um momento de luto, ele também olhava para o anel e sabia que aquela dor também iria passar.

Então o meu conselho para você nesse dia é: Olha para fora, reconheça as dores e as alegrias e saiba que isso também irá passar!

Pense nisso!

Mirian Alves

Psicanalista e Consteladora Familiar

Agende a sua consulta!

Rua Emílio Henking, 656 Sala 8 Bonfim – Campinas SP

(19) 99192-0351 e (19) 99712-2853

 

 

22-08-2019
Olhe para fora!

Olhando em quatro direções!

Para viver uma vida plena precisamos desenvolver a nossa forma de olhar a vida, precisamos olhar em várias direções e em cada uma delas vamos descobrir um mundo de desafios, oportunidades e satisfação. 1º Olhar: Olhe para dentro!

A palavra de Deus nos diz em Provérbios 23.7: “Assim como você pensa na sua alma, assim você é!”

Quais são os seus pensamentos em relação a você? Como você se enxerga?

Muitas vezes construímos a nossa vida do ponto de vista do outro, porque queremos agradar e muitas vezes nesse processo de agradar o outro nos perdemos de nós mesmos. E quando olhamos para nossa alma não nos reconhecemos mais, temos uma imagem distorcida daquilo que realmente somos.

Mas quando olhamos a nossa vida do ponto de vista da Palavra de Deus, descobrimos que em Cristo nós temos uma nova identidade, nos tornamos Filhos de Deus.

“Contudo, aos que o receberam, aos que creram em seu nome, deu-lhes o direito de se tornarem filhos de Deus.” João 1:12

E como Filhos de Deus podemos então olhar novamente para a nossa alma e dizer que somos curados, que somos especiais, que somos capazes que somos generosos, que somos criativos, que somos inteligentes, que somos únicos, que somos lindos, que somos capazes de realizar coisas incríveis e assim podemos abençoar a todos que estão a nossa volta.

Quando encontramos a nossa verdadeira identidade em Deus nos tornamos plenos, completos e não permitimos mais os rótulos antigos e avançamos para uma nova vida cheia de oportunidades e conquistas. Então o meu conselho para você no dia de hoje é: Olhe para a sua alma do ponto de vista da Palavra de Deus e seja essa pessoa espetacular!

Mirian Alves

Psicanalista e Consteladora Familiar

Agende a sua consulta!

Rua Emílio Henking, 656 Sala 8 Bonfim – Campinas SP

(19) 99192-0351 e (19) 99712-2853


3º Olhar: Olha para baixo!

“Pois eu tive fome, e vocês me deram de comer; tive sede, e vocês me deram de beber; fui estrangeiro, e vocês me acolheram;” Mateus 25:35

Esse olhar para baixo, não procura detectar pessoas inferiores, mas sim pessoas inferiorizadas por algumas situações, pois todos somos iguais perante Deus.

Quando olhamos para baixo, podemos enxergar pessoas que, por alguma desventura da vida, encontram se caídas. Essa queda pode ser física como os acamados e os desabrigados, essa queda pode ser emocional como traumas e feridas na alma, essa queda pode ser espiritual uma vida desregrada e longe de Deus.

Temos oportunidades todos os dias para fazer a diferença na vida das pessoas, quando estendemos as nossas mãos estamos entregando aquilo que recebemos primeiro, pois ninguém entrega o que não tem. Aceite o desafio de entregar o que você tem; distribua elogios, abrace alguém que está triste, faça uma gentileza a um estranho, compartilhe uma palavra de animo com alguém e com certeza você se surpreenderá com os resultados.

“Tudo vem de ti, e nós apenas te demos o que vem das tuas mãos.” 1 Crônicas 29:14

Esse equilíbrio entre dar e receber é necessário em nossas vidas para que a vida ganhe cor, alegria, movimento e graça.

Então o meu conselho para você no dia de hoje é: Olhe para baixo e estenda a sua mão para o necessitado!

Pense nisso!

Mirian Alves

Psicanalista e Consteladora Familiar

Agende a sua consulta!

Rua Emílio Henking, 656 Sala 8 Bonfim – Campinas SP

(19) 99192-0351 e (19) 99712-2853